Parando De Latir De Cachorro: Angústia De Separação

Como donos de animais de estimação, todos queremos que nossos amigos peludos sejam felizes e contentes, mas às vezes nossos cães podem exibir comportamentos que nos deixam frustrados e desamparados. Entre as principais queixas comuns entre os donos de cães estão os latidos excessivos, principalmente quando ocorrem em períodos de separação. Esse comportamento, conhecido como angústia de separação, pode ser um sinal de problemas psicológicos mais profundos que requerem atenção e intervenção. Neste artigo, explorarei as causas do sofrimento da separação e fornecerei dicas e estratégias práticas para ajudar seu cão a superar esse comportamento desafiador.

Principais conclusões

  • A angústia da separação em cães é uma condição em que os cães ficam ansiosos ou estressados ​​devido à separação de seus tutores e podem exibir comportamentos de angústia, como vocalização, destruição ou sujeira na casa.
  • Compreender as causas da ansiedade de separação em cães é crucial para um tratamento eficaz.
  • Treinar seu cão para ficar menos estressado com sua partida pode prevenir a ansiedade de separação.
  • Identifique o gatilho que causa o latido excessivo do seu cão e trabalhe para reduzi-lo ou eliminá-lo para ajudar a reduzir o sofrimento da separação.
  • Pode levar até dois meses para ver uma melhora na angústia de separação de um cão, e o hábito gradual de ficar sozinho é a melhor maneira de mudar sua percepção de estar sozinho.

Angústia de Separação em Cães

Se você é dono de um cachorro, pode ter visto seu amigo peludo ficar chateado quando você o deixa sozinho. A angústia da separação em cães é uma condição comum que ocorre quando os cães ficam ansiosos ou estressados ​​devido à separação de seus tutores.

Essa condição também é conhecida como ansiedade de separação.

O que é sofrimento de separação em cães?

A angústia da separação em cães é uma condição que ocorre quando os cães ficam chateados por causa da separação de seus tutores, as pessoas a quem são apegados. Cães com ansiedade de separação geralmente são excessivamente apegados ou dependentes de membros da família e tornam-se extremamente ansiosos e mostram comportamentos de angústia, como vocalização, destruição ou sujeira na casa quando separados dos donos.

Sinais comuns de angústia de separação em cães

Os sinais mais comuns de comportamentos relacionados à separação em cães são uivar, latir ou choramingar em excesso, comportamento destrutivo, sujeira na casa e andar de um lado para o outro. Outros sinais comuns incluem excitação excessiva ao retornar e sinais de ansiedade antes de partir.

Os cães também podem exibir sinais menos comuns de ansiedade de separação, como tremores, respiração ofegante, salivação excessiva, automutilação (por exemplo, sinais de lamber excessivamente as patas ou morder o rabo) e comportamento repetitivo (circular, andar de um lado para o outro, latir).

Tratar o sofrimento da separação em cães

Para tratar a ansiedade de separação em cães, o objetivo é resolver a ansiedade subjacente do cão ensinando-o a gostar ou pelo menos tolerar ser deixado sozinho. Isto consegue-se organizando as coisas de forma a que o cão viva a situação que lhe provoca a ansiedade, nomeadamente estar sozinho, sem sentir medo ou ansiedade.

Dicas para ajudar seu cão a lidar com o sofrimento da separação

  • Aumente gradualmente o tempo que passa longe do seu cão.
  • Crie uma associação positiva com estar sozinho, fornecendo ao seu cão brinquedos ou guloseimas que eles gostem.
  • Pratique deixar seu cão sozinho por curtos períodos de tempo e aumente gradualmente o tempo.
  • Crie um espaço seguro e confortável para o seu cão ficar enquanto você estiver fora.
  • Procure ajuda profissional se a ansiedade de separação do seu cão for grave.

Pare de latir: entendendo a ansiedade de separação do cão e como tratá-la

Muitos cães experimentam angústia de separação quando seus donos saem de casa. Isso pode levar a latidos excessivos, comportamento destrutivo e até automutilação.

Como dono de um cachorro, é importante entender as causas da ansiedade de separação e como tratá-la de forma eficaz.

As opções de tratamento incluem técnicas de modificação de comportamento, como dessensibilização e contracondicionamento, bem como medicação em casos graves.

Também é crucial fornecer ao seu cão bastante exercício, estimulação mental e socialização para ajudá-lo a se sentir mais seguro e confiante quando você não estiver por perto.

Ao abordar a ansiedade de separação, você pode ajudar seu amigo peludo a se sentir mais confortável e reduzir seus latidos, tornando a vida mais fácil para você e seus vizinhos.

Para maiores informações:

Tratando a ansiedade de separação do cão: perguntas frequentes

Causas de angústia de separação em cães

A ansiedade de separação é um problema comum que os cães enfrentam quando são separados de seus donos. Pode ser desencadeada por várias situações, incluindo abandono, entrega a um abrigo ou entrega a um novo tutor ou família.

Uma mudança abrupta na programação, como quando ou quanto tempo um cachorro é deixado sozinho, também pode causar ansiedade de separação.

Experiências traumáticas, como um divórcio, uma tempestade assustadora, uma mudança significativa nos horários ou a perda de um ente querido, também podem contribuir para a ansiedade de separação.

Novas pesquisas sugerem que a ansiedade de separação em cães deve ser vista como um sinal de frustração subjacente, e não como um diagnóstico. Compreender as causas profundas da ansiedade de separação pode ser crucial para um tratamento eficaz.

O estudo identificou quatro formas principais de angústia para cães quando separados de seus donos: querer fugir de algo dentro de casa, querer chegar a algo fora, reagir a ruídos ou eventos externos e tédio.

Latindo e Uivando

Cães com ansiedade de separação geralmente latem ou uivam quando deixados sozinhos ou separados de seus tutores. Esse tipo de latido ou uivo é persistente e não parece ser desencadeado por nada além de ser deixado sozinho.

As tentativas de fuga de cães com ansiedade de separação podem ser extremas e resultar em automutilação e destruição da casa, especialmente perto de pontos de saída, como janelas e portas.

Razões comuns para latir e choramingar

Tédio, inquietação, medo e ansiedade de separação são motivos comuns pelos quais seu cão pode latir e ganir enquanto você está fora. Para evitar que seu cão latir quando deixado sozinho devido à ansiedade de separação, é recomendável usar medidas de longo prazo, como mudanças direcionadas e treinamento geral e, em alguns casos, até medicamentos.

Medidas de Longo Prazo

Medidas de longo prazo podem incluir aumentar gradualmente o tempo que seu cão fica sozinho, fornecer a ele bastante exercício e estimulação mental e usar treinamento de reforço positivo. Esse tipo de treinamento envolve recompensar seu cão por um comportamento calmo e ignorar comportamentos indesejados.

Você também pode fornecer ao seu cão um espaço seguro, como uma caixa ou uma sala designada, onde ele possa se sentir seguro e confortável.

Treinamento geral

O treinamento geral pode incluir ensinar comandos básicos ao seu cão, como sentar, ficar e vir. Esse tipo de treinamento pode ajudar seu cão a se sentir mais confiante e seguro, o que pode reduzir a ansiedade de separação.

Você também pode praticar deixando seu cão sozinho por curtos períodos e aumentando gradualmente o tempo para ajudá-lo a se acostumar a ficar sozinho.

Medicamento

Em alguns casos, a medicação pode ser necessária para tratar a ansiedade de separação em cães. Medicamentos como antidepressivos e ansiolíticos podem ajudar a reduzir a ansiedade e acalmar seu cão. No entanto, a medicação só deve ser usada sob a orientação de um médico veterinário.

Prevenção e treinamento para angústia de separação

A ansiedade de separação é um problema comum entre os cães que pode causar muita frustração tanto para o cão quanto para o dono. A boa notícia é que existem várias maneiras de prevenir a ansiedade de separação em cães.

Aqui estão algumas dicas:

Treine seu cão para ficar menos estressado

Uma das melhores maneiras de prevenir a ansiedade de separação em cães é treiná-los para ficarem menos estressados ​​com a sua partida. Você pode fazer isso gradualmente acostumando seu cão a ficar sozinho. Comece com muitas separações curtas que não produzam ansiedade e aumente gradualmente a duração.

Você também pode passar um tempo na sala com seu filhote, brincando, acariciando ou trabalhando em táticas positivas para aumentar a confiança dele.

Mantenha as chegadas e partidas calmas

Outra forma de prevenir a ansiedade de separação é manter as chegadas e partidas calmas. Não faça muito barulho ao sair ou voltar para casa. Em vez disso, fique calmo e quieto. Seu cão vai captar sua energia; portanto, se você estiver ansioso ou estressado, eles também ficarão.

Use Reforço Positivo

O reforço positivo é uma ferramenta poderosa quando se trata de treinar cães. Use guloseimas, elogios e carinho para recompensar seu cão pelo comportamento desejado. Isso os ajudará a associar estar sozinho com experiências positivas e reduzir sua ansiedade.

Mantenha um cronograma de rotina

Os cães prosperam na rotina, portanto, manter uma programação regular pode ajudar a prevenir a ansiedade de separação. Tente alimentar seu cachorro, levá-lo para passear e brincar com ele no mesmo horário todos os dias. Isso os ajudará a se sentirem seguros e a reduzir a ansiedade.

Socialize seu cachorro

A socialização é uma parte importante da prevenção da ansiedade de separação em cães. Apresente seu filhote a uma variedade de pessoas, animais e ambientes. Isso os ajudará a se sentirem mais confiantes e menos ansiosos quando você não estiver por perto.

Evite fobias de ruído

As fobias de ruído podem ser um gatilho para a ansiedade de separação em cães. Para evitar isso, apresente ao seu cachorro uma variedade de ruídos e combine-os com atividades divertidas e guloseimas saborosas. Isso os ajudará a associar ruídos altos a experiências positivas e a reduzir a ansiedade.

Tocar Música Calma

Tocar uma música calmante para o seu cachorro quando você sair pode ajudar a diminuir a intensidade dos sons externos e proporcionar uma atmosfera calmante. Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade e deixá-los mais à vontade quando você não estiver por perto.

Obtenha ajuda profissional

Se o seu cão já está sentindo ansiedade de separação, considere trabalhar com um Behaviorista Animal Aplicado Certificado ou um behaviorista veterinário para ajudar a suavizar o processo. Eles podem fornecer orientação e apoio para ajudar seu cão a superar a ansiedade.

Treinando seu cachorro para parar de latir

Se o seu cão está latindo excessivamente quando deixado sozinho, aqui estão algumas dicas para ajudar a treiná-lo para parar:

Deixe atividades para manter seu cão ocupado

Deixe brinquedos seguros para mastigar ou jogos interativos nos quais seu cão possa trabalhar para obter uma guloseima de um quebra-cabeça. Isso os manterá ocupados e ajudará a evitar o tédio e a ansiedade.

Forneça treinamento enquanto estiver em casa

Pratique deixar o cachorro por alguns segundos, volte para casa e recompense-o por um comportamento calmo e tranquilo. Adicione alguns segundos de cada vez para aumentar gradualmente a duração de seu tempo sozinho.

Contra-condicionamento

O contracondicionamento, também conhecido como "dessensibilização sistemática", demonstrou ser bem-sucedido em alguns cães para conter o latido excessivo quando deixados sozinhos. Isso envolve expor gradualmente seu cão ao gatilho que causa o latido e combiná-lo com experiências positivas.

Dessensibilize praticando com seu filhote

Pratique deixar seu cão sozinho por curtos períodos de tempo antes de voltar ao trabalho. Isso pode ajudá-los a se acostumar a passar o dia sozinhos, cochilando e relaxando, em vez de latir e andar de um lado para o outro.

Distraia seu cão

Dê ao seu cão outra coisa para se concentrar, como um brinquedo ou guloseima, para distraí-lo dos latidos.

Faça seu cão se exercitar o suficiente

Certifique-se de que seu cão faça exercícios suficientes antes de deixá-lo sozinho. Leve-o para uma corrida ou caminhada para cansá-lo e reduzir sua ansiedade.

Fornecer ruído de fundo

Ligue o rádio ou a TV para fornecer ruído de fundo que pode ajudar a acalmar seu cão e reduzir sua ansiedade.

Certifique-se de que seu cão tenha uma cama confortável

Certifique-se de que seu cão tenha uma cama confortável onde possa descansar e relaxar. Isso os ajudará a se sentirem mais confortáveis ​​e seguros quando você não estiver por perto.

Fale com o seu veterinário

Fale com seu veterinário para descartar quaisquer outras causas possíveis de latidos excessivos quando deixados sozinhos.

Nunca reconheça o latido do seu cão

Nunca reconheça o latido do seu cachorro quando você o deixar sozinho. Assim que eles pararem de latir, dê a eles um pouco de amor, atenção e guloseimas.

Treine seu cachorro para não latir

Treine seu cão para não latir quando for deixado sozinho, recompensando o silêncio dele com o seu retorno, em vez de o cão pensar que o latido o convocou.

Minimizar fatores desencadeantes

Descubra por que seu cão está latindo quando deixado sozinho e minimize o risco de fatores desencadeantes. Isso pode envolver reduzir os níveis de ruído, garantir que seu cão faça exercícios suficientes ou fornecer uma cama confortável.

Reduzindo o Latido Excessivo Relacionado à Angústia da Separação

Se você é dono de um cachorro, pode ter experimentado a frustração de latir excessivamente devido ao sofrimento da separação. A ansiedade de separação é um problema comum entre os cães e pode causar latidos excessivos, comportamento destrutivo e outros comportamentos negativos.

No entanto, existem várias técnicas que você pode usar para reduzir o latido do seu cão relacionado ao sofrimento da separação.

Identifique o gatilho

Como treinador de cães ou especialista em comportamento animal, identifique o gatilho que causa o latido excessivo de seu cão. Depois de identificar o gatilho, você pode trabalhar para reduzi-lo ou eliminá-lo. Por exemplo, se seu cachorro late excessivamente quando você sai de casa, você pode tentar sair por curtos períodos de tempo e aumentar gradualmente a duração.

Dessensibilização Gradual

Casos moderados ou graves de ansiedade de separação requerem um programa mais complexo de dessensibilização e contracondicionamento. Nestes casos, é fundamental habituar gradualmente o cão a ficar sozinho, começando com muitas separações curtas que não produzam ansiedade e depois aumentando gradualmente a duração.

Isso pode ajudar seu cão a se sentir mais confortável em ficar sozinho e reduzir seus latidos.

Estabeleça uma Rotina

Estabelecer uma rotina também pode ajudar a reduzir os latidos do seu cão relacionados ao sofrimento da separação. Você pode usar uma palavra ou ação que diga ao seu cão que você estará de volta e considere o uso de um produto calmante de venda livre que pode ajudar seu cão a relaxar durante o tempo que passa sozinho.

Deixar um brinquedo especial para o seu cachorro brincar enquanto você estiver fora também pode ser útil.

Minimizar distúrbios

Alguns cães latem ao ver ou ouvir outras pessoas ou cães passando pela janela ou em resposta a ruídos externos. Você pode evitar distúrbios e latidos minimizando-os. Por exemplo, você pode fechar as cortinas ou persianas para bloquear a visão de fora do cachorro.

Drogas Calmantes

Se o latido de separação do seu cão for grave, administrar medicamentos calmantes pode ajudar a resolver a ansiedade subjacente que o causa. Existem vários medicamentos que podem ser prescritos por um veterinário para ajudar a aliviar os sintomas de ansiedade de separação em cães.

Os medicamentos mais comumente usados ​​são os benzodiazepínicos, como alprazolam, diazepam ou clorazepato, que devem ser inicialmente titulados para um efeito sedativo-ansiolítico ideal enquanto o proprietário estiver em casa para observar a resposta inicial do cão à droga.

Dois medicamentos foram aprovados pela Food and Drug Administration (FDA) para ansiedade de separação canina: clomipramina (Clomicalm) e fluoxetina (Prozac).

Esses medicamentos geralmente são administrados em comprimidos muito grandes para cães, portanto, podem precisar ser combinados por uma farmácia especializada em comprimidos mastigáveis, cápsulas, líquidos ou medicamentos transdérmicos com sabor.

Observe que a medicação deve ser usada em conjunto com protocolos de modificação de comportamento e planos de treinamento para obter melhores resultados.

Exercício extra

Finalmente, aumentar o exercício do seu cão também pode ser útil para reduzir o latido de separação. Se o latido de separação do seu cão aumentou recentemente, tente incluir caminhadas diárias extras ou mais longas e brincadeiras o mais enérgicas possível.

Melhoria e Indicações de Angústia de Separação

Melhorando o sofrimento de separação em cães

O tempo que leva para ver a melhora no desconforto de separação de um cão pode variar dependendo da reação individual do cão ao tratamento. Aqui estão algumas orientações gerais:

  • Espere passar cerca de dois meses trabalhando com seu cão para aliviar a ansiedade de separação.
  • Cada cão reage de maneira diferente, portanto não há prazos padrão para aumentar a duração da separação.
  • Decidir quando aumentar o tempo que seu cão fica sozinho pode ser muito difícil, e muitos tutores cometem erros. Eles querem que o tratamento progrida rapidamente e não permaneçam em um determinado nível de treinamento por tempo suficiente.
  • Assim que seu cão tolerar 40 minutos de separação de você, você pode aumentar as ausências em períodos maiores (incrementos de 5 minutos no início, depois incrementos de 15 minutos).
  • A melhor maneira de ajudar seu cão a lidar com a ansiedade de separação é mudar permanentemente sua percepção do que significa estar sozinho, um segundo de cada vez.

É fundamental observar que esse tipo de medicamento leva de quatro a oito semanas para fazer efeito. Um treinador de cães ou um especialista em comportamento veterinário será seu melhor recurso para criar um programa de modificação de comportamento que atenda às necessidades de seu cão.

Comportamentos que podem indicar angústia de separação

Se você notar algum dos seguintes comportamentos em seu cão, ele pode estar sofrendo de angústia de separação:

  • Tremendo e ofegando
  • salivação excessiva
  • Automutilação, como lamber excessivamente a pata ou morder o rabo
  • Comportamento repetitivo, como circular, andar e latir
  • Cavar e arranhar portas ou janelas tentando se reunir com seus donos
  • Micção e defecação (mesmo com cães treinados em casa)
  • Tentativas extremas de fuga que podem resultar em automutilação e destruição da casa

É crucial reconhecer esses sinais de comportamento relacionado à separação em cães, porque pode ser resultado de sofrimento. A ansiedade de separação é evitável e tratável, mas é crucial acostumar gradualmente um cão a ficar sozinho, começando com muitas separações curtas que não produzem ansiedade e aumentando gradualmente a duração das separações.

Considerações finais e considerações

A angústia da separação em cães é um problema comum que pode levar a latidos excessivos e outros comportamentos destrutivos. Como donos de animais de estimação, entenda as causas desse sofrimento e como evitar que isso aconteça em primeiro lugar.

Uma das principais causas do sofrimento da separação é a falta de socialização e treinamento.

Cães que não estão acostumados a ficar sozinhos ou não foram ensinados a lidar com a separação podem ficar ansiosos e angustiados quando deixados sozinhos.

É fundamental começar a socializar o seu cão desde tenra idade e ir aumentando gradualmente o tempo que passa sozinho.

Outra causa de angústia de separação é uma mudança na rotina ou no ambiente.

Os cães são criaturas de hábitos e qualquer mudança repentina pode deixá-los ansiosos e estressados.

Se você planeja fazer alterações na rotina ou no ambiente do seu cão, faça-o gradualmente e com bastante reforço positivo.

Prevenir e treinar o sofrimento da separação envolve a criação de um ambiente seguro e confortável para o seu cão.

Isso pode incluir fornecer muitos brinquedos e guloseimas para mantê-los ocupados, além de garantir que eles tenham acesso à água e um local confortável para descansar.

Reduzir o latido excessivo relacionado ao sofrimento da separação pode ser um desafio, mas, por favor, seja paciente e consistente.

Treinar seu cão para associar experiências positivas com estar sozinho pode ajudar a reduzir sua ansiedade e latir.

Isso pode envolver deixá-los com uma guloseima ou brinquedo especial ou aumentar gradualmente a quantidade de tempo que passam sozinhos.

A melhora e as indicações de angústia de separação podem variar de cão para cão.

Alguns cães podem mostrar sinais de melhora dentro de algumas semanas, enquanto outros podem levar vários meses para se ajustar.

É fundamental monitorar o comportamento do seu cão e buscar ajuda profissional se necessário.

Em conclusão, o sofrimento da separação em cães pode ser um problema difícil de lidar, mas com paciência e consistência, pode ser superado.

É fundamental entender as causas desse sofrimento e tomar medidas para evitar que isso aconteça em primeiro lugar.

Ao criar um ambiente seguro e confortável para o seu cão e treiná-lo para associar experiências positivas com estar sozinho, você pode reduzir a ansiedade e o latido excessivo.

Lembre-se de que cada cão é diferente, portanto, seja paciente e procure ajuda profissional, se necessário.

Como parar de latir de cachorro!

Dica: Ative o botão de legenda se precisar. Escolha 'tradução automática' no botão de configurações se você não estiver familiarizado com o idioma inglês. Pode ser necessário clicar primeiro no idioma do vídeo antes que seu idioma favorito fique disponível para tradução.

Links e referências

  1. 1. "Ansiedade de separação em cães: protocolos e práticas de tratamento de última geração" por Malena DeMartini-Price, CTC
  2. 2. "Ansiedade de separação em cães" um arquivo PDF disponível no ResearchGate que cobre os sinais clínicos, o diagnóstico e o manejo desse problema comportamental comum em cães de estimação
  3. 3. "Ansiedade de separação em cães" um arquivo PDF disponível no site da AKC Canine Health Foundation que fornece recomendações para o tratamento da ansiedade de separação
  4. 4. "ANSIEDADE DE SEPARAÇÃO – O que é e como devo tratar?" um arquivo PDF disponível em Deesdogs.com que explica o que é ansiedade de separação e como tratá-la
  5. 5. "Guia de Ansiedade de Separação de Cães" um site que fornece informações sobre ansiedade de separação em cães, incluindo sintomas, opções de tratamento e histórias de pacientes veterinários
  6. 6. "PDF de ansiedade de separação de LP" um guia passo a passo para lidar com a ansiedade de separação do seu cão disponível em Caninestateofmind.com
  7. Meu artigo sobre o tema:

    Parar latidos excessivos: dicas e ferramentas

    Lembrete para si mesmo: (Status do artigo: resumo)

    Compartilhar no…